quinta-feira, abril 29, 2010

E se de ano a ano eu escrever aqui, conta como regularidade?

quinta-feira, julho 23, 2009



Bell bottom blues, don't say goodbye
I'm sure we're gonna meet again
And if we do, don't you be surprised
If you find me with another lover

Etiquetas: , ,

sábado, julho 18, 2009

Reflexão sobre o blog

Quem me disse a mim, nos meus idos 15 anos de vida, que sabia escrever?
Uma qualquer professora de Língua Portuguesa que me terá achado alguma graça, suponho, ou talvez, uma vozinha na minha cabeça que me instigava a escrever, e não escrever só por escrever, mas escrever algo que valesse a pena ser escrito. Temas com interesse e relevância social ou engraçados o suficiente para roubar um sorriso, um esgar, de quem reconhece a piada mas não ri, a quem aqui caísse.
Foi um erro, apesar de todas as coisas boas que até os erros acarretam, foi, muito definitivamente, um erro. Quem me terá dito a mim que eu conseguiria fazer tais coisas? Aos 15?
Perdeu-se a oportunidade de escrever como quem tem 15 anos, sobre o que interessa a quem tem 15 anos, sobre o que diverte quem tem 15 anos. Namoros, não namoros, melhores amigos, as aulas de Geografia, novos amigos, a miúda gira da turma a quem nunca disse que gostava, Dragonball e qualquer outra coisa que estivesse na moda na altura, que por não ter escrito aqui já lá não chego. Perdeu-se tudo isso e agora ao revisitar posts antigos só me ocorre porque razão pensaria eu que escrevia bem, em vez disso poderia retirar algumas gargalhadas de histórias mais antigas. Suponho que aos meus 15 anos estaria a tentar algo que ainda não estava ao meu alcance e de certa forma arrastei quem por aqui passou a fazer o mesmo, o que explica os muitos que já cá não estão e os outros tantos que nunca ligaram muito. Assumo a minha culpa.
Devíamos ter escrito exactamente o que miúdos escreveriam, porque hoje sei que haveria um publico que gostaria de ler sobre historias de miúdos de 15 anos que tentaria encontrar nelas as que seriam as suas historias de quando tinham 15 anos que o tempo se encarregou de confinar ao passado.


Pergunta subjacente a este post: Quem me diz a mim, agora, que escrevo bem?

Edição: quem é o zinar?

sexta-feira, abril 03, 2009

Estava farto do ultimo post.

sábado, junho 28, 2008

Ok. Um simples toque de lógica:

Tokyo Hotel.

Amanhã.

Pavilhão Atlântico.

Miudas (para não dizer outra coisa) desesperadas por um lugar.



Acho que se percebe, não?

sexta-feira, junho 20, 2008

Olá

Boa noite, sou o Zinar, e sou parvo à 17 anos. Decidi entrar para este grupo de PA (Parvos Anónimos) por já conhecer o seu trabalho e creio que aqui posso evoluir como parvo. Assinei contracto de 3 épocas que pode-se alargar por mais 3. Prometo regurgitar uma postada de puro desinteresse no máximo a cada duas semanas (daqui a um mês já me esqueci disto mas ok)

O meu humor é....... mau, mauzinho, idiota e negro (Hoje mandei uma pedrada num pombo e ri-me bué )

Para introdução é só, de resto vou pensar num tema sobre o qual meditar e posteriormente escrever


Um bem haja a todos e votem em mim nas presidenciais de 2030

sábado, junho 14, 2008

Marcas


Já alguma vez pensaram porque apelidaram marcas desconhecidas ou feitas em países tipo Chinas e afins de "marca branca"? Eu percebo que o marca branca significa algo que possivelmente imita marcas de renome ou um produto de qualidade baixa. Corrijam-me se estiver enganado. Mas eu nunca percebi o porquê. Aqui vos deixo um pequeno exemplo que acho bastante adequado ao tema para dar que pensar.